Prótese dentária: saiba detalhes sobre essa opção!

Se você tem interesse em colocar uma prótese dentária, mas fica em dúvida sobre os seus benefícios, não se preocupe! Saiba que existem vários modelos que podem ser discutidos com seu dentista de confiança, atendendo às suas necessidades. O mais importante, no entanto, é compreender as qualidades de cada opção.

A partir disso, também se torna simples melhorar a qualidade de vida por conta da valorização estética e da eliminação de outros problemas causados pela falta de dentes, como a dificuldade para mastigar e respirar e, até mesmo, as dores na face.

Quer saber mais? Vamos mostrar dicas essenciais sobre como escolher o melhor formato e achar a sua prótese dentária em São Paulo! Acompanhe.

O que é a prótese dentária?

Uma prótese dentária busca substituir a falta de dentes na boca e realinhar a saúde bucal. Afinal, a perda de um ou mais dentes não representa apenas prejuízos estéticos, mas também traz problemas de mastigação e fonética. A prótese dentária pode ser fixa ou removível e oferece o máximo possível de conforto no dia a dia.

A prótese total, por exemplo, traz uma base de acrílico que se encaixa na gengiva e tem a mesma cor da mucosa. A base superior cobre todo o céu da boca e a inferior é confeccionada em formato de “U”, para que o usuário possa acomodar a língua sem a sensação de algo estranho dentro da boca.

Em quais casos ela é indicada?

O procedimento é indicado para quem sofre alterações na cavidade oral pela falta de um ou mais dentes e não pode realizar um implante. Além de devolver a beleza do sorriso, a qualidade de vida é fortemente impactada, com efeitos positivos até mesmo na respiração.

Também é importante ressaltar que uma arcada dentária incompleta se realinha para suprir a função dos dentes perdidos. Na prática, esse tipo incorreto de movimentação pode resultar, entre outros fatores, em sobrecarga das articulações temporomandibulares, afastamento dos outros dentes e dores orofaciais por conta da disfunção temporomandibular.

Por outro lado, os dentes artificiais cumprem a mesma função dos naturais e são capazes de devolver a confiança ao realizar atividades comuns do dia a dia. Para identificar a técnica mais indicada, no entanto, é necessário passar por uma avaliação criteriosa de um cirurgião-dentista.

Apesar de ser uma prática bastante comum, muitas pessoas costumam ter várias dúvidas sobre qual modelo é o mais indicado. Nesse caso, o melhor caminho é conhecer detalhadamente as vantagens de cada um para fazer a escolha certa com o profissional de confiança da sua cidade.

Quais as diferenças entre os principais tipos?

Para selecionar uma opção ideal de tratamento, não basta fazer buscas no Google. O diferencial está em procurar profissionais de credibilidade e que compreendam todas as dificuldades e as preferências na hora da higienização. Além disso, é imprescindível o uso de material apropriado. Veja, abaixo, os principais tipos de prótese dentária!

Fixa

Bastante conhecida como “coroa” ou “ponte”, a prótese fixa pode ser adicionada de maneira unitária quando um dente sofre danos causados pelo agravamento da cárie. Em resumo, ela é feita para substituir a capa original do dente se o paciente ainda tem algum pedaço da estrutura preservado.

Instagram Neo FacePowered by Rock Convert

Normalmente, é fabricada em modelos de cerâmica ou metal. Quando o dente está completamente danificado, é usada a “ponte” como forma de substituí-lo. Em uma situação como essa, a prótese se apoia nos outros dentes, com a intenção de suprir os que estavam faltando na boca.

Além disso, quando a coroa do dente está perdida, o procedimento envolve o tratamento de canal antes de realizar a cimentação da prótese dentária. Agora, quando o paciente já passou por inúmeras restaurações, o canal não é necessário. O que acontece é apenas o desgaste do dente com a intenção de fazer uma coroa nova em cerâmica.

Móvel

A prótese dentária móvel traz como grande vantagem a possibilidade de retirá-la para o procedimento de higienização. Como consequência, quem opta por esse formato ganha muito mais liberdade para manter a peça limpa sempre que sentir necessidade.

Ela tem uma série de variedades que costumam ser muito bem-aceitas tanto pelos usuários quanto pelos dentistas. Entre os principais formatos usados está a dentadura, que substitui totalmente ou parcialmente os dentes perdidos.

Porém, torna-se necessário ter mais atenção no momento de fazer os ajustes desse tipo de prótese. Caso tenha qualquer ponto fora do lugar, lesões na gengiva podem surgir em longo prazo.

3D

A prótese 3D é uma forma de trazer as novidades modernas ao trabalho da odontologia digital. Dentro desse procedimento, o dentista cria um molde por meio da captura de imagens, com scanners da arcada dentária. A partir disso, as características dos pacientes são transferidas para que a peça seja fabricada por uma impressora 3D.

Aqui, o material utilizado varia entre opções de resina e filamento ABS. Entre as principais vantagens do modelo estão o conforto e a possibilidade de adaptação às queixas das pessoas no momento de sua fabricação. Além do mais, diferentemente da prótese tradicional, que leva 15 dias para ficar pronta, a 3D pode ser feita em poucos minutos, dentro da própria clínica dentária.

Parcial removível (PPR Roach)

Essa prótese é indicada quando a pessoa apresenta uma boa parte de dentes remanescentes na arcada dentária. Assim, não é necessário o desgaste dos dentes ou a extração, pois sua instalação é feita com base em grampos, conectores e selas que reforçam a segurança para que o usuário se sinta tranquilo.

Na maioria das vezes, a prótese parcialmente removível conta com ligas de cobalto e cromo. Outra vantagem envolvida é a fácil manutenção do modelo e a formação do desenho conforme a avaliação do dentista. Assim, além da necessidade de removê-la após as refeições para higienização, existe ainda a manutenção feita com visitas regulares ao profissional, já que essa opção apresenta prazo de validade.

Agora você já sabe como funciona a prótese dentária e os benefícios de cada um de seus tipos. A decisão do paciente em conjunto com seu dentista, certamente, mostra o melhor caminho no momento de encontrar a opção perfeita. Assim, fica muito mais simples retomar a confiança na aparência, eliminar o desconforto na alimentação e preservar a saúde bucal.

Gostou das informações deste artigo? Então, entenda também quando o tratamento de canal dentário é necessário e como ele funciona na prática!

Agendar consulta Neo FacePowered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *