O cirurgião bucomaxilofacial é um profissional extremamente importante na área odontológica. Ele cuida, por exemplo, de questões complexas como traumas e deformidades faciais. Ou seja, esse é o especialista que você deve procurar em casos de dores na articulação temporomandibular (ATM), deformidades na face, tumores na região do maxilar, acidentes ou implantes dentários.

Trata-se de um cenário bastante abrangente com a função de diagnosticar, estudar e tratar os distúrbios que surgem na região. Assim, o mais importante é compreender quais são as qualificações da função para que junto de um profissional da área encontrar os melhores tratamentos conforme as suas necessidades.

Quer saber mais? Vamos tirar todas as dúvidas sobre o cirurgião bucomaxilofacial. Acompanhe abaixo.

O que é um cirurgião bucomaxilofacial?

O cirurgião bucomaxilofacial é um especialista em patologias que envolvem a cavidade bucal. O trabalho, em especial, gira em torno dos traumas e das alterações dentofaciais. Na prática, esse é o profissional que você deve procurar em casos de tumores na cavidade oral, dentes do siso erupcionados ou inclusos, implantes, dores nos maxilares de maneira geral e deformidades na face.

Além disso, o cirurgião bucomaxilofacial também é responsável por reconstruções ósseas, implantes dentários e nos casos de disfunções nas articulações da mandíbula. Outro ponto importante a ser ressaltado é que a cirurgia bucomaxilofacial é uma área da odontologia que realiza pesquisa, faz diagnósticos e trata desde distúrbios considerados mais simples, como remoção de dentes, até situações mais complexas que envolvem deformidades faciais.

Dentro desse contexto, a atuação do profissional acontece no consultório odontológico em procedimentos mais simples, como a extração de dentes, pequenos tumores ou implantes. No entanto, o profissional também atende em âmbito hospitalar. Conheça, a seguir, alguns procedimentos que são realizados pelo cirurgião bucomaxilofacial:

  • todos os tipos de procedimentos e cirurgias feitas na cavidade bucal
  • cirurgias ortognáticas
  • diagnóstico e tratamento de disfunções na ATM (Articulação Temporomandibular)
  • diagnóstico e tratamento adequado de dores orofaciais
  • tratamento de apneia quando é causada por alterações ósseas na face
  • extração de dentes
  • Tumores odontogênicos
  • Traumas de face

Quais são as suas funções e qualificações?

Para se tornar um cirurgião bucomaxilofacial é preciso passar por uma residência hospitalar ou curso de especialização após o término da graduação, estudando disciplinas específicas, que tem como tema principal as patologias da cavidade oral. Esse curso dura aproximadamente três anos e precisa ser feito em uma instituição que seja reconhecida e controlada pelo Ministério da Educação (MEC).

Além disso, é indispensável destacar que a especialidade é regulamentada pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO). A partir dos conhecimentos gerais do universo odontológico, os profissionais que desejam se especializar estudam também sobre vários conteúdos que envolvem saúde e medicina de maneira teórica e prática.

Isso porque, em alguns casos, o cirurgião bucomaxilofacial trabalha em conjunto com outros especialistas da área, como fonoaudiólogos, fisioterapeutas, otorrinolaringologistas e cirurgiões plásticos. Tudo depende de que tipo de problema é apresentado pelo paciente e das estratégias traçadas em cada caso que costuma se complementar em busca do sucesso do tratamento.

Quando procurar esse profissional?

Muita gente acaba adiando a ida ao dentista por medo de cirurgia. Saiba que diante de qualquer sinal de alteração na região que abrange a cavidade bucal e os ossos maxilares é preciso procurar por um profissional de confiança.

Afinal de contas, esse tipo de problema costuma se agravar de maneira rápida e quanto mais você espera, maiores são as chances de receber um diagnóstico mais complexo. O momento de procurar o cirurgião bucomaxilofacial é quando os incômodos relacionados à especialidade surgem ou por indicação após uma avaliação do quadro clínico.

Saiba que existem alguns sinais muito característicos de que o seu problema está relacionado ao atendimento desse profissional. Conheça abaixo os principais:

  • dores na cavidade bucal que se apresentam de forma aguda ou são consideradas crônicas;
  • traumatismos na face;
  • dores ou dificuldades em geral para abrir ou fechar a boca;
  • estalos ao movimentar a boca;
  • inchaço na face ou na cavidade oral;
  • dentes inclusos (que não nasceram);
  • dores de cabeça frequentes;
  • queixo pequeno;
  • queixo para frente;
  • mandíbula com características retraídas;
  • mandíbula com características protraídas.

O trabalho do cirurgião bucomaxilofacial é extremamente seguro e cuidadoso, levando em consideração as necessidades de cada paciente. Como a área se atualiza frequentemente, o uso da tecnologia se transforma em um diferencial na realização de procedimentos. O principal objetivo, aqui, é priorizar o conforto e confiança do paciente, com métodos cada vez mais eficientes trazendo excelentes resultados.

O que observar ao escolher o profissional?

Quando se trata de sua saúde é claro que a escolha de um bom profissional se torna prioridade, certo? Por esse motivo, procure por uma clínica que tenha profissionais experientes no assunto, boas referências de outros pacientes e avalie o caso do paciente com bastante atenção na hora de buscar um diagnóstico. Faça pesquisas sobre o assunto e avalie as recomendações cuidadosamente.

Além das opiniões sobre os procedimentos, vale considerar também como o atendimento é realizado, a dinâmica do local, a segurança, a higiene e a estrutura de maneira geral. A busca na internet, hoje em dia, também é uma excelente aliada para conhecer os serviços prestados por um profissional da área odontológica.

Uma boa dica é acessar o site da clínica, conhecer os serviços prestados e o histórico dos profissionais envolvidos, entendendo como funciona o relacionamento com os pacientes de maneira geral.

Estrutura do local

A estrutura de uma clínica deve ser impecável para garantir que o paciente tenha o melhor atendimento e o máximo de segurança. Esse é um dos pontos que você deve avaliar na escolha de um cirurgião bucomaxilofacial, depois, é claro, da sua experiência profissional.

Caso você se sinta mais confortável, agende uma visita ao espaço para conhecer seu funcionamento antes de se submeter a qualquer tipo de tratamento. O segredo é compreender que o cuidado com higiene, modernidade e o preparo do espaço influenciam diretamente no atendimento prestado.

Procedimentos oferecidos e tecnologia

A odontologia evolui constantemente com a adoção de diferentes técnicas inovadoras que contam com a ajuda da tecnologia para aprimorar os resultados. Boa parte dos tratamentos se tornaram menos desconfortáveis com foco também em um pós-operatório mais tranquilo. Assim, os métodos oferecem aos pacientes não apenas soluções de patologias,como uma significativa melhora estética.

Escolha um profissional que esteja alinhado com a proposta atual do trabalho exercido e descubra quais são as técnicas adotadas para tornar o procedimento mais eficiente conforme as expectativas de quem procura por atendimento.

Segurança no profissional

Procurar por um profissional especializado em cirurgia bucomaxilofacial é uma tarefa que pode assustar no primeiro momento. Dessa forma, manter o canal de comunicação aberto com o cirurgião é o principal segredo para garantir a segurança necessária antes de qualquer procedimento, até mesmo nos mais simples.

Busque alguém que você tenha segurança e possa tirar todas as dúvidas sem constrangimentos. Afinal de contas, mesmo que se trate de um procedimento mais simples, por exemplo, quem não está acostumado a passar pela situação, pode ficar ansioso e com muitas dúvidas.

Não hesite em pedir dicas que possam ajudar a lidar com essa situação. Em um momento como esse, saber o quanto o profissional já passou várias vezes pelo procedimento e foi bem-sucedido costuma ser muito tranquilizador e faz diferença na saúde mental do paciente.

Como deve ser a relação cirurgião paciente?

Por conta da correria do dia a dia, cada vez mais a relação entre médico e paciente tem sido superficial em muitos casos. No entanto, quando se trata de um cirurgião, a relação deve ser mais próxima por conta da necessidade de se aprofundar nas características do paciente na hora de fazer o diagnóstico e, claro, encontrar as melhores opções conforme o problema apresentado.

Esse tipo de interação envolve confiança e responsabilidade de ambas as partes. É fundamental que o paciente respeite também todas as orientações feitas em todas as etapas de uma cirurgia para alcançar o resultado esperado. Além disso, outro ponto que se mostra muito importante é ser sincero e transparente com o profissional sobre hábitos, histórico de doenças e questões que interferiram no tratamento.

Algumas pessoas podem ter receio de falar que têm hábitos prejudiciais que tendem a agravar as patologias apresentadas. Porém, em um quadro em que é necessário fazer um diagnóstico mais detalhado, todo o tipo de informação se torna muito relevante para o sucesso do atendimento. Ou seja, não só o profissional, mas também o paciente deve estar pronto para esse tipo de relacionamento de confiança.

Está à procura de algum tratamento? Entre em contato com a Neo Face e descubra como nossos profissionais podem te ajudar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.