A cirurgia de freio lingual é um procedimento simples e rápido, comumente realizado em pacientes para retirar a membrana localizada no ventre da língua. Essa membrana, conhecida como freio lingual, está presente desde o nascimento do indivíduo e, caso não seja retirada ainda bebê, a cirurgia pode ser realizada na vida adulta.

Com base nisso, resolvemos desenvolver mais sobre o assunto e apresentar o que caracteriza, de fato, a língua presa, o quanto isso prejudica uma pessoa e quais são as possibilidades de tratamentos para o problema. Quer saber mais? Então continue a leitura e aproveite as informações que separamos para você!

Afinal, o que caracteriza a língua presa?

O fato de uma pessoa ter a língua presa significa que ela tem uma membrana localizada abaixo da língua, chamada de freio lingual. Apesar de essa membrana ser inofensiva para a saúde do indivíduo, em grande parte dos casos ela deve ser retirada por causar restrições na infância e desconfortos na vida adulta.

Como o problema prejudica o indivíduo?

A existência do freio lingual pode afetar o bebê ou o indivíduo adulto. Confira o que a membrana pode provocar em uma pessoa!

Impedir a amamentação

Antes dos 6 meses de idade é possível identificar a existência do freio lingual e a dificuldade que ele provoca no bebê ao fazer a sucção do peito durante a amamentação. Com a identificação, o profissional realiza o procedimento mais adequado para aquela situação.

Gerar problemas de fala

O freio lingual também pode dificultar o desenvolvimento da fala. Isso porque ele impede que a língua se movimente e que o som de todas as palavras saia normalmente. Existem muitos casos em que o problema não foi resolvido na infância e que o indivíduo demorou mais para desenvolver a fala. 

Dificultar a mastigação e a deglutição

Outro problema é a dificuldade de mastigação que o freio pode causar. Normalmente, quando a membrana dificulta a mastigação e a deglutição, ele é resolvido ainda na infância. Por isso, é sempre importante frequentar consultórios médicos e odontológicos desde o nascimento de um bebê. 

Instagram Neo Face

Contribuir com a baixa autoestima

Por fim, a língua presa também pode causar baixa autoestima em um indivíduo. Isso porque ele pode sofrer bullying ao longo da vida e se sentir inferior às outras pessoas por não pronunciar todas as palavras normalmente. 

Como é feito o tratamento?

Em geral, o tratamento se resume à realização de uma cirurgia rápida e simples. Existem 3 tipos principais. Confira!

1. Cirurgia a laser

Recomendada somente na fase adulta, porque é necessário haja maior colaboração do indivíduo durante o procedimento. O tratamento nada mais é do que o corte do freio da língua com a utilização de um laser. É um procedimento rápido, que dispensa o uso da anestesia, e que tem uma recuperação bastante rápida, em cerca de 2 horas.

2. Frenotomia

Caracterizada por ser uma opção que pode ser realizada em qualquer fase da vida, incluindo em recém-nascidos, a frenotomia liberta a língua por meio de um corte realizado com uma tesoura esterilizada. A recuperação ocorre em um período entre 24 e 72 horas e logo após é possível identificar os resultados.

3. Frenuloplastia

A frenuloplastia consiste em um procedimento que reconstrói o músculo da língua que não se desenvolveu adequadamente em virtude da presença do freio lingual. Também é um processo recomendado apenas após os 6 meses de idade, porque exige a aplicação de anestesia geral. Além disso, a recuperação gira em torno de 7 a 10 dias.

Agora que você já sabe como são feitas as principais cirurgias de freio na lingual e os danos que o problema pode causar, procure um profissional. Clínicos gerais, pediatras, dentistas, otorrinolaringologistas e fonoaudiólogos são capazes de detectar o problema e dar prosseguimento aos passos seguintes.

Agora veja onde encontrar dentistas de confiança em São Paulo. Até mais!

Agendar consulta Neo Face

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *