Os lados direito e esquerdo do nosso rosto não são iguais, todas as pessoas apresentam algumas diferenças. Existem casos em que elas são sutis, mas para outros são evidentes e causam desarmonias na aparência. Felizmente, há como corrigir assimetria do rosto, pois existem diferentes técnicas para isso.

Essas diferenças na face são muito comuns porque estão relacionadas a diversos fatores. No próprio processo de desenvolvimento acontecem essas alterações, que também podem ter origem genética, na dentição, no modo como mastigamos, em função do cultivo de alguns hábitos, o processo natural de envelhecimento, entre outros.

Mas independentemente daquilo que causa essas diferenças, quando são muito expressivas, trazem prejuízos para a autoestima e podem até mesmo interferir negativamente nas relações pessoais e de trabalho. Por isso, preparamos este artigo para mostrar algumas técnicas que ajudam a corrigir assimetrias faciais. Veja quais são elas!

1. Aparelho ortodôntico

As diferenças entre os 2 lados do rosto podem estar relacionadas a problemas ortodônticos. São aqueles que afetam o modo como os dentes se posicionam nas arcadas dentárias e os que se relacionam com a própria estrutura facial do indivíduo.

Em ambos os casos há como corrigir assimetria do rosto com o uso de aparelhos ortodônticos. O intuito é realinhar os dentes, para que eles fiquem mais harmônicos, e promover alterações na estrutura óssea, para que as arcadas se encaixem com perfeição, adequando a mordida.

Existem diferentes tipos de aparelho ortodôntico e várias técnicas e intervenções que podem ser realizadas para harmonizar a face. Esse método é eficaz e promove resultados progressivos que, além de melhorar a aparência do indivíduo, previnem problemas maiores, como as disfunções da ATM e desgastes dentários.

2. Cirurgia ortognática

Nem todos os problemas relacionados à estrutura óssea podem ser corrigidos com tratamentos ortodônticos. Quando eles são mais complexos, como em casos de retrognatismo ou prognatismo mandibular, a técnica mais eficaz é a cirurgia ortognática.

Ela é indicada para corrigir problemas de desenvolvimento da mandíbula e/ou da maxila, genéticos, causados por traumas ou acidentes. Trata-se de um procedimento mais invasivo, que precisa ser realizado por um cirurgião bucomaxilofacial.

Nessa cirurgia, realizada em ambiente hospitalar sob anestesia geral, o especialista trabalha os ossos do paciente, realizando cortes delicados (osteotomia) na mandíbula e/ou maxila. Em seguida, ele reposiciona os ossos seguindo o planejamento virtual realizado.

Para que o paciente não precise ficar com sua boca bloqueada após a cirurgia, o especialista fixa mini parafusos e mini placas de titânio. Assim, ele equilibra as estruturas da face para que haja simetria.

3. Aplicação de botox

Você sabia que também há como corrigir assimetria facial por meio da aplicação de toxina botulínica? Popularmente conhecida como botox, essa substância atua na musculatura, por isso, além de corrigir rugas e linhas de expressão, traz mais equilíbrio para a face.

O botox é aplicado em áreas específicas do rosto para reduzir as movimentações musculares e, assim, fazer com que o rosto fique simétrico. É válido lembrar que o seu efeito dura alguns meses, então, a técnica não é definitiva e precisa ser refeita para manter os resultados alcançados. É uma alternativa, por exemplo, para corrigir o sorriso gengival.

4. Preenchimento facial

Como você viu, nem sempre a assimetria facial está relacionada com a estrutura óssea do indivíduo, pois também ocorre em função de diferenças na musculatura e na pele. Portanto, o preenchimento facial é uma alternativa para corrigir essas imperfeições.

A técnica consiste em aplicar substâncias biocompatíveis, como o ácido hialurônico, na região subcutânea. Elas atuam preenchendo os espaços do rosto para que ambos os lados da face estejam em harmonia.

Instagram Neo Face

O ácido hialurônico ainda promove uma hidratação da pele, por isso a região tratada rejuvenesce e fica naturalmente mais equilibrada. Sendo assim, com essa técnica conseguimos corrigir rugas, linhas de expressão, flacidez e assimetria.

De toda forma, assim como acontece com a aplicação de botox, o preenchimento facial é um procedimento que precisa ser refeito. Com o passar do tempo o organismo absorve a substância injetada, então, é necessário refazer o tratamento para manter os resultados.

5. Lifting sem cirurgia

Pessoas que buscam informações sobre como corrigir assimetria do rosto geralmente se deparam com técnicas de cirurgia plástica, como o lifting. No entanto, você sabia que é possível realizar esse tipo de tratamento sem fazer cortes no rosto?

A técnica de lifting sem cirurgia consiste no posicionamento de fios de sustentação na região subcutânea da face. Esses fios são fabricados também com substâncias biocompatíveis, para que não causem qualquer tipo de agressão ao organismo.

Com o auxílio de pequenas injeções, eles são posicionados em áreas estratégicas para trazerem mais firmeza para os tecidos da face. Sua estrutura ajuda a tracionar esses tecidos para que eles se mantenham na posição desejada.

Assim, conseguimos, por exemplo, destacar as maçãs do rosto, modelar o nariz, o queixo, os contornos do maxilar, entre muitos outros. Além disso, ao ser reabsorvido, o fio dá lugar a uma malha de colágeno. Consequentemente, a qualidade da pele, seu brilho, textura e elasticidade melhoram muito.

O lifting sem cirurgia também não é uma técnica definitiva, porque os fios de sustentação são biocompatíveis e absorvidos pelo organismo. Assim, precisam ser reposicionados depois de algum tempo, que varia conforme a resposta orgânica de cada indivíduo.

6. Bichectomia

O tecido adiposo (gordura) também está presente na face humana. Em alguns casos ele pode provocar assimetria, principalmente nas bochechas, onde estão localizadas as bolas de Bichat. Elas são porções gordurosas que não estão relacionadas com o peso corporal e fazem com que o rosto seja mais arredondado.

Há quem se incomode com o volume das bochechas ou perceba diferenças na face por causa do maior ou menor acúmulo de gordura nessa região. Para esses casos, é indicada a cirurgia de bichectomia, a fim de remover uma porção das bolas de Bichat.

A grande vantagem desse procedimento é ser feito pela face interna das bochechas. Portanto, não deixa cicatrizes e a recuperação é muito rápida. Pode ser feito no consultório do cirurgião-dentista, ainda com a vantagem de ser definitivo, porque a gordura da face não se acumula outra vez.

Apesar de ser um tratamento seguro, é importante que a bichectomia seja realizada por um profissional experiente. Afinal, é preciso verificar se ela realmente é necessária e qual volume de gordura deve será retirado. Isso porque erros no planejamento do procedimento podem deixar a face magra demais ou ainda afetar nervos faciais e glândulas salivares.

Não há como corrigir assimetria do rosto sem passar pela avaliação de um bom profissional. Ele precisará analisar quais são as suas queixas, os resultados que você pretende alcançar, para então apresentar as opções de procedimento mais eficazes em seu caso.

Não se esqueça que cada um desses procedimentos precisa ser realizado por um especialista devidamente capacitado e autorizado para a aplicação do tratamento. Então, tenha cuidado na escolha do profissional e prefira uma clínica bem estruturada, para oferecer um atendimento de qualidade e todo o suporte necessário.

Conforme você viu, há como corrigir assimetria do rosto independentemente daquilo que a está causando. Mas é fundamental o suporte de uma equipe experiente, para que a sua avaliação seja bem realizada e o tratamento planejado respeitando suas necessidades e expectativas. Assim, você alcançará excelentes resultados com segurança.

Assimetrias faciais provocadas por alterações na estrutura óssea são comuns, havendo necessidade da cirurgia ortognática. Por isso, saiba mais sobre ela e tire todas as suas dúvidas!

Agendar consulta Neo Face

2 thoughts on “Quer saber como corrigir assimetria do rosto? Veja 6 alternativas!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *