As manchas nos dentes são problemas que comprometem não só a estética, como também nossa saúde bucal. Isso porque por mais que as alterações nas tonalidades pareçam inofensivas em um primeiro momento, podem esconder cáries e outras questões que devem ser avaliadas por um dentista.

Sendo assim, o melhor caminho é reavaliar seus hábitos para identificar o que atua como potencializador do surgimento de manchas no dia a dia. Como consequência, você consegue encontrar os tratamentos certos, quando necessário, e evitar ações que comprometem a higiene.

Quer saber mais? Vamos mostrar como identificar as manchas nos dentes e suas principais causas. Acompanhe!

Causas das manchas do dentes

As manchas nos dentes são causadas pelas interações físicas e químicas entre os tecidos dentários e o agente responsável pela pigmentação. Esse agente está em vários alimentos famosos por deixar os dentes amarelos, como café e o vinho tinto. Outro ponto importante é que existem dois tipos de manchas: a intrínseca e a extrínseca.

A primeira acontece no interior dos tecidos dentais, como esmalte e dentina, e pode ter diversos motivos. Entre os principais estão a fluorose, que significa o excesso de flúor, desgaste conforme o avanço da idade e traumas de várias naturezas.

As extrínsecas estão diretamente ligadas às substâncias que entram em contato com a superfície dental. Em algumas pessoas é comum que os dentes fiquem amarelados com o tempo, pois existe uma maior disposição da dentina terciária e secundária. Além disso, existe ainda o desgaste do esmalte, que deixa à mostra o aspecto amarelado natural da dentina.

Diferentes tons que as manchas podem ter

As manchas extrínsecas ficam situadas sobre o dente. Já as intrínsecas estão no íntimo da estrutura dental. O nosso corpo funciona como uma espécie de reação aos alimentos que consumimos. Ou seja, o consumo de substâncias com potenciais de danificar os dentes pode provocar erosão dentária.

Instagram Neo Face

Além das manchas amareladas, existem também as de aspecto esbranquiçado. Em uma situação como essa, existem duas causas: a primeira não causa prejuízos para a saúde bucal, sendo apenas um fator estético; a segunda indica que algo mais sério pode estar por trás da mudança de tonalidade do dente. Veja, a seguir, algumas causas:

  • cárie — em estágios iniciais, as manchas no dente podem representar lesões de cárie e devem ser avaliadas por dentistas;
  • hipoplasia do esmalte — doença que pode lesar qualquer tecido do organismo. Pode ter origem hereditária e provoca alterações na cor ou irregularidades de estrutura;
  • amelogênese imperfeita — problemas hereditários que se manifestam como alterações nos dentes de leite e dos permanentes em diferentes níveis;
  • acidez excessiva na boca — manchas ao longo da vida podem surgir por conta do excesso de acidez na cavidade bucal.

Formas de evitar que os dentes fiquem manchados

Além de manter uma alimentação balanceada e não exagerar nas substâncias que podem manchar os dentes, você precisa ter outros cuidados. Bebidas e cigarros são hábitos nocivos à saúde bucal por conta de aumentarem a recorrência de manchas amarelas e ainda estarem ligados ao câncer de boca.

Outro ponto importante está no controle da quantidade de creme dental ao escovar os dentes. Quando o uso é muito além do indicado no dia a dia, essa repetição prolongada é responsável pelo surgimento de fluorose dentária. Esse problema, no entanto, costuma acontecer na transição dos dentes de leite para os permanentes. Veja outras dicas:

  • faça bochechos com água;
  • evite uso prolongado de antibióticos;
  • realize a higiene bucal diária;
  • evite produtos não regulamentados.

Opções de tratamentos para manchas nos dentes

Para quem já está com os dentes manchados pelo uso recorrente de substâncias pigmentadas ou outros fatores de difícil identificação, existe a opção de contar com tratamentos eficientes. O primeiro passo, nesse caso, é procurar por um cirurgião dentista que possa identificar qual a causa da mudança de coloração dos dentes.

A partir disso, fica mais simples investir em algo que realmente traga benefícios e melhora a saúde bucal além da estética. Entre as principais opções de tratamentos estão variações de ações químicas e físicas que modificam as manchas nas camadas externas.

Por meio de processos químicos são feitas as eliminações na estrutura dental que clareiam as manchas a partir da oxidação das moléculas. Todos os métodos de clareamento variam conforme a concentração de peróxido, que é o agente clareador mais usado no mercado.

Pronto! Agora você já sabe como acontecem as manchas nos dentes. O mais importante, nesse caso, é fazer os tratamentos adequados para o seu tipo de problema. Só assim será possível alcançar excelentes resultados e criar hábitos que preservam a saúde bucal de modo geral.

Gostou das informações do artigo? Então leia também sobre como encontrar dentistas de confiança em São Paulo.

Agendar consulta Neo Face

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *