Saber como diagnosticar e tratar o bruxismo da maneira correta é um divisor de águas na vida de quem sofre com o problema. Apertar ou ranger os dentes em algum momento pode causar dores na musculatura mastigatória e nas articulações temporomandibulares, conhecidas como ATMs.

Assim, com a ajuda de um dentista experiente, você consegue identificar qual método de tratamento será capaz de melhorar sua qualidade de vida. Sem contar que essa avaliação personalizada também ajuda a fazer mudanças que focam na saúde em geral, pois o bruxismo, muitas vezes, está associado ao estresse.

Quer saber mais? Vamos mostrar como tratar o bruxismo e quais são as suas causas. Acompanhe abaixo.

Entenda o que é o bruxismo

Bruxismo é um transtorno involuntário e inconsciente de movimento, caracterizado pelo excessivo apertamento ou ranger dos dentes. Pode acontecer durante o dia, enquanto a pessoa está acordada, sendo chamado de apertamento dental diurno, ou durante a noite, sendo chamado de apertamento noturno ou bruxismo do sono. 

As pessoas que sofrem com esses hábitos parafuncionais (bruxismo e apertamento dental) podem apresentar alguns sinais e sintomas, como desgaste dos dentes, cansaço no rosto, estalos, zumbido, dores nos músculos da mastigação e dores de cabeça. 

Fique de olho nos sinais

O grande problema do bruxismo é que nem todas as pessoas que fazem esses movimentos na mandíbula conseguem identificá-lo imediatamente. Tudo acontece de maneira silenciosa até que alguém as observe dormindo e faça o alerta ou as dores fiquem cada vez mais incômodas.

Outra forma frequente de perceber os primeiros sinais é durante uma visita ao dentista. Ao fazer um exame de rotina, o profissional mais atento poderá observar a presença de marcas de mordida na bochecha e na borda da língua, além de possíveis desgastes dentais sugestivos de que esse hábito parafuncional esteja ativo. 

Uma análise detalhada realizada pelo dentista é necessária para aprofundar a investigação clínica a partir daí. 

Saúde bucal

O bruxismo tem interferência direta na saúde bucal, pois afeta a qualidade de vida em diferentes níveis. Um dos principais exemplos é a sensibilidade dentária que compromete o consumo dos alimentos. Na maioria dos casos, a pessoa apresenta áreas de retração gengival e sente dor ao comer algo quente, frio ou doce. Outra questão é a quebra dos dentes, próteses e até de implantes pelo hábito de ranger e pressionar demasiadamente os dentes.

Conheça as causas do bruxismo

O problema pode ser causado por uma série de fatores. Alguns hábitos e comportamentos do paciente se transformam em gatilhos para o bruxismo.

Entre os principais fatores que levam o paciente ao quadro, está o estresse psicológico do dia a dia. Afinal de contas, o emocional desequilibrado é capaz de desenvolver uma série de problemas ligados ao sono. Veja, a seguir, outros pontos que influenciam no aparecimento do bruxismo:

Instagram Neo Face
  • fatores genéticos;
  • comorbidades (algumas doenças pré-existentes);
  • distúrbios do sono;
  • fatores emocionais (estresse, ansiedade e momentos de concentração);
  • abuso de algumas substâncias (medicações, alimentos, drogas ilícitas).

Pesquise sobre os tratamentos

Se você sofre com esse problema, saiba que é possível encontrar tratamentos que melhoram muito a qualidade de vida.

O primeiro passo é procurar um dentista especializado assim que notar os sinais. Uma consulta com o especialista da área é fundamental para diagnosticar o tipo de hábito parafuncional presente e realizar o seu controle clinicamente, evitando os desgastes dentais e aliviando dos sintomas de dor.

Tipos de tratamentos

A principal opção para controle dos hábitos parafuncionais é a utilização da placa estabilizadora oclusal, que pode se encaixar tanto nos dentes superiores quanto nos inferiores para que seus dentes toquem na superfície da placa de forma equilibrada.

A placa deve ser utilizada ao dormir e pontualmente em algumas situações durante o dia. A conscientização por meio de técnicas de terapia cognitivo comportamental são muito válidas para o controle do apertamento dental diurno. O paciente precisa compreender que enquanto seus lábios estiverem fechados, os dentes devem permanecer desencostados a maior parte do tempo.

Fisioterapia

A fisioterapia ajuda a controlar a tensão dos músculos. Assim, o profissional vai avaliar os movimentos de mastigação e o funcionamento das ATMs junto ao histórico do paciente. A partir disso são realizados exercícios de fortalecimento, automassagem e aplicação de laserterapia de baixa potência.

Toxina Botulínica

A aplicação da toxina botulínica para bruxismo ganha cada vez mais espaço entre os tratamentos. Vale lembrar que bruxismo não tem cura, mas tem controle. A toxina botulínica quando utilizada geralmente não dispensa o uso da placa estabilizadora oclusal.

O processo costuma ser simples, pouco doloroso e de rápida recuperação. As melhorias acontecem em vários pontos após a aplicação. Vale ressaltar que seu efeito começa a ser sentido em até uma semana e com resultados amplos no primeiro mês.

Porém, a aplicação da toxina deve ser refeita a cada 3 ou 4 meses. Esse tipo de terapia, que é extremamente eficiente em quadros neurológicos, pode ser acompanhada por aparelhos oclusais, análises comportamentais e medicamentos prescritos pelo médico responsável por acompanhar o tratamento.

Agora você já sabe como tratar o bruxismo. O mais importante, em uma situação como essa, é ficar atento aos primeiros sintomas e procurar um dentista experiência no assunto o mais rápido possível. Só assim será possível encontrar os melhores tratamentos de acordo com o quadro apresentado.

Gostou das informações do artigo? Então, nos siga no Facebook e Instagram e fique por dentro de novidades exclusivas. 

 

. . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . .. . . . . . . . .. . . . . . . . .. . . . . . . . .. . . . . . . . .. . . . . . . . .. . . . . . . . .. . . . . . . . .. . . . . . . . .. . . . . . . . .. . . . . . . . .. . . . . . . . .

Agendar consulta Neo Face

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *