Manter uma rotina de cuidados com os dentes é imprescindível para o bem-estar e a qualidade de vida, já que os dentes desempenham um importante papel no aspecto nutricional para o bom funcionamento do corpo. Mas, afinal, quando devo ir ao dentista? A resposta a essa indagação depende de algumas variáveis e das condições de sua saúde bucal.

Tendo isso em vista, vamos explicar qual a frequência ideal com que se deve ir ao dentista e a importância da manutenção da limpeza diária. Veja por que as consultas regulares ao dentista devem se tornar um hábito e saiba como encontrar uma clínica com experiência e bons profissionais para fazer um acompanhamento seguro. Aproveite a leitura!

Afinal, quando devo ir ao dentista?

O cuidado com a saúde bucal é um aspecto muito relevante e, por isso, deve demandar toda a atenção de pessoas de diferentes faixas etárias. Desde os primeiros anos de vida, os pais devem ensinar aos filhos sobre a importância dos hábitos de higiene oral.

É preciso ensinar aos pequenos, o quanto antes, que a saúde dos dentes influencia o bem-estar do organismo. Por isso, os pequenos devem se espelhar no exemplo dos irmãos maiores e dos pais: escovem os dentes perto das crianças menores e expliquem a elas a razão desse ato. Mesmo pequenas, elas são capazes de compreender a importância dos cuidados com os dentinhos.

Adolescentes e jovens também precisam ser estimulados à prática da higiene bucal, principalmente devido à maior propensão ao consumo de alimentos açucarados, como balas, chicletes, bolachas e refrigerantes. Vale lembrar que, quando aprendidos na infância, os bons hábitos acompanham as outras fases da vida.

Inclusive, o costume de visitar o dentista regularmente também pode ser aprendido. Mesmo que seja uma questão cultural, não se pode esperar que surjam problemas nos dentes ou alterações na arcada dentária para procurar um dentista. 

Portanto, o tom de dúvida sobre “quando devo ir ao dentista?” pode indicar que já é hora de agendar uma consulta odontológica e fazer um check-up no seu sorriso. Afinal, estabelecer um cronograma de visitação regular e manter as consultas odontológicas — de caráter preventivo — é primordial.

De acordo com a idade, pode-se seguir a sugestão do cronograma de consultas abaixo:

  • até 2 anos: a cada seis meses, pois o dentista precisa acompanhar a evolução da dentição do bebê;
  • 2 a 7 anos: anualmente, exceto em casos de necessidade;
  • 7 a 14 anos: a cada seis meses, pois nessa fase podem ocorrer alterações na arcada dentária;
  • 14 a 22 anos: anualmente, exceto para condições específicas, como cirurgias de dente do siso;
  • após 22 anos: uma vez ao ano, exceto em casos de necessidade;
  • idosos: anualmente. Contudo, se houver histórico de doenças da boca ou uso de próteses dentárias, as consultas devem ser semestrais.

Qual a importância das consultas periódicas ao dentista?

Como diz a antiga premissa, “a saúde começa pela boca”. Realmente, pois o estado dos dentes influencia bastante as condições de saúde de uma pessoa, visto que o processo de digestão dos alimentos se inicia pela boca e depende da boa mastigação. 

Logo, ao se perguntar “quando devo ir ao dentista?”, lembre-se de reservar um tempo para isso, já que manter os dentes saudáveis evita cáries e infecções, quesito essencial à saúde e ao bem-estar geral do organismo.

Instagram Neo Face

No entanto, os motivos para manter as visitas ao dentista em dia não se limitam apenas à questão nutricional ou estética. A avaliação odontológica é fundamental para a prevenção dos problemas bucais mais comuns, assim como para a detecção precoce de doenças mais graves, como o câncer de boca ou de garganta.

A consulta preventiva torna-se uma oportunidade de avaliar a posição dos dentes e o alinhamento da arcada dentária, bem como de realizar uma higienização mais profunda. Nessas ocasiões, o dentista consegue analisar os aspectos de higiene e verificar a eventual necessidade de algum cuidado mais específico.

Quando diagnosticados precocemente, as cáries, a gengivite, os sangramentos e o aumento da sensibilidade dentária são mais fáceis de serem tratados. Assim como acontece com as outras doenças, quanto mais cedo esses problemas forem descobertos, melhores serão as respostas ao tratamento odontológico.

Quais sãos os procedimentos das consultas de rotina?

Normalmente, as consultas de rotina são ocasiões para um diálogo aberto com o dentista, para pedir orientações e buscar informações que ajudem a manter a sua saúde bucal em dia. Durante esse procedimento, o profissional observa, atentamente, os dentes e as demais estruturas, como gengiva, palato, língua, garganta e bochechas.

O objetivo dessa avaliação é identificar sinais que possam indicar a necessidade de tratamentos específicos. Pessoas que costumam ter aftas, por exemplo, são mais propensas ao desenvolvimento de doenças gastrointestinais. Por essa razão, é importante estar atento à saúde bucal, assim como às condições que exigem atenção de outros profissionais. 

Nas consultas odontológicas de rotina, os procedimentos mais comuns são:

  • avaliação geral dos dentes;
  • profilaxia e limpeza profunda dos dentes;
  • identificação de possíveis alterações na região oral;
  • orientações sobre escovação correta, limpeza da língua e gengivas;
  • exames físicos completos ou radiografias para confirmação de diagnósticos.

Por que a higiene bucal em casa é tão essencial?

Estar ciente de que a higiene em casa é determinante para a saúde bucal pode reduzir a maioria dos problemas odontológicos. Momentos depois da alimentação, bactérias que normalmente habitam na cavidade oral já começam a agir. Logo, se a sujeira dos dentes não for removida, haverá a formação de placas bacterianas, o que afeta a integridade dos dentes.

Portanto, para evitar cárie, gengivite, mau hálito e outros problemas, o ideal é escovar os dentes — e passar o fio dental — imediatamente após consumir alimentos. Isso se justifica por que a negligência com a higiene correta em casa aumenta a vulnerabilidade a esses problemas.

Como você pôde notar, tão importante quanto se perguntar “quando devo ir ao dentista?” é adotar práticas de higiene que previnam as possíveis manifestações de doenças bucais. Igualmente relevante é encontrar uma clínica odontológica com experiência e com bons profissionais para fazer essas consultas periódicas.

Gostou deste conteúdo? Acompanhe mais novidades em saúde bucal pelo nosso Facebook e Instagram!

Agendar consulta Neo Face

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *