Confira 5 dicas de como lidar com o medo de cirurgia

Quem sofre com o medo de cirurgia pode adiar procedimentos importantes. De fato, quando esse tipo de receio se torna paralisante, a saúde de maneira geral pode ficar comprometida. Sem contar o excesso de ansiedade que acaba piorando o quadro de medo.

No entanto, saiba que existem algumas formas de enfrentar a situação. O melhor caminho, aqui, envolve conhecer de perto como o procedimento acontece e tirar todas as dúvidas com um profissional de confiança. Só assim será possível se surpreender positivamente diante da construção de um olhar corajoso e positivo.

Quer saber mais? Vamos mostrar 5 dicas de como lidar com o medo da cirurgia. Acompanhe!

1. Busque um profissional de confiança

O primeiro passo para perder o medo de cirurgia é procurar por um profissional de confiança na hora de se submeter ao procedimento. Ao conferir suas capacitações e quantas vezes o cirurgião já foi bem-sucedido na função, torna-se mais simples preparar seu psicológico. O mais importante é que, ao ganhar confiança, você vai processar todas as informações transmitidas pelos profissionais envolvidos.

Como resultado, ao ter conhecimento das etapas necessárias para ter sucesso no procedimento e dos riscos, quando eles existirem, o paciente enxerga o quadro de uma maneira mais otimista. Afinal de contas, quando o profissional tem disponibilidade de conversar e ouvir seus desejos e angústias, a sensação de acolhimento faz toda diferença.

2. Converse com outras pessoas que passaram pelo procedimento

Ouvir relatos de pessoas que enfrentaram situações que você teme e se saíram bem no final é um alento e tanto. Além de acalmar a ansiedade, fazer esse tipo de pesquisa traz muita coragem para enfrentar o medo.

Dê preferência às informações de pacientes que já foram operados pela mesma equipe cirúrgica, uma vez que cada equipe tem a sua experiência e técnica cirúrgica, sua forma de planejar a cirurgia, o seu protocolo medicamentoso e de fisioterapia no pós operatório. Isso faz toda a diferença!

Muitas vezes, em procedimentos simples, por exemplo, os realizados no consultório odontológico, como a extração do dente do siso, o excesso de medo causa um sofrimento antecipado desnecessário.

Então, ao saber que muitas pessoas passam por isso diariamente, o olhar sobre a situação tende a se tornar mais leve e mais confiante. Ao conversar com outros pacientes, não deixe que o seu inconsciente torne o receio do desconhecido maior do que realmente ele é.

Instagram Neo FacePowered by Rock Convert

3. Priorize histórias positivas

Relatos negativos são verdadeiros gatilhos de ansiedade para quem tem medo de cirurgia. Para que você entenda melhor como isso é impactante, basta pensar em uma pessoa que recebe vários elogios depois de mudar o corte de cabelo, porém, quando ela nota uma crítica, por menor que seja, vai ficar triste e com a autoestima abalada.

O nosso consciente tem uma tendência automática de se apegar ao que é negativo para se manter alerta o tempo todo, como uma espécie de autoproteção. Ou seja, se o paciente ansioso ficar sabendo de um caso com problema no procedimento, mesmo que tenha o triplo de situações positivas, vai passar dias preocupado.

4. Avalie a estrutura da clínica

Uma boa maneira de se preparar para uma cirurgia, além de ter total confiança na equipe, é avaliar a estrutura da clínica onde ela será realizada.

Faça buscas sobre como deve ser o procedimento ideal para entender o passo a passo, desde o planejamento até a execução do tratamento, inclusive sobre as ferramentas e equipamentos que serão utilizados. Para a cirurgia ortognática por exemplo, é essencial ter softwares específicos e fotografias pré operatórias padronizadas para a realização de um adequado planejamento virtual, e consequentemente, a confecção de guias cirúrgicos precisos.

Também é fundamental ficar de olho nos cuidados do atendimento, nas condições de higiene, no local de recuperação e no ambiente da sala de espera do acompanhante. Se for o caso, para que você fique mais tranquilo, verifique também qual é o protocolo quando algo acontece fora do previsto.

5. Tire todas as dúvidas

É indispensável que o paciente chegue ao dia da cirurgia o mais calmo possível. Em uma situação como essa, é comum pensar que suas perguntas são bobas e se sentir inseguro. No entanto, os profissionais que estão envolvidos no processo se preparam para lidar com diversas questões e desejam deixar o paciente seguro. Então, pergunte o que for necessário e auxilie o sentimento de confiança.

Outro ponto importante de ressaltar é que muitos pacientes atualmente acabam procurando as dúvidas no Dr “Google”. No entanto, nem todos os resultados encontrados na pesquisa possuem fontes confiáveis e são tranquilizadores antes de uma cirurgia. Assim, diante de muita informação distorcida e coisas negativas, o nível de nervosismo e ansiedade fica lá no alto.

O mais indicado é sempre tirar as dúvidas com o profissional responsável pelo procedimento que vai saber relacionar o seu histórico de saúde e passar informações completamente confiáveis.

Pronto! Ficou claro que enfrentar o medo de cirurgia é possível. O grande diferencial, nesse caso, é escolher um profissional que, além de competente no que faz, também ofereça um atendimento humanizado. Logo, fica mais simples superar os receios e ter resultados positivos.

Gostou das informações do artigo? Deixe sua opinião nos comentários!

Agendar consulta Neo FacePowered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *